Visita a Amparo e região

No mês de julho, estive passeando com a minha família na Estância Hidromineral de Amparo e nas outras cidades da região. Ficamos hospedados na Unidade de Lazer da AFPESP - Associação dos Funcionários Público do Estado de São Paulo e confesso que não é uma das melhores, o prédio é bem antigo e precisa de uma reforma urgente, mas a localização é ótima e a gente ficava fora o dia todo.
O município de Amparo fica na região de Campinas e a 130 Km da capital (São Paulo), faz parte do Circuito das Águas Paulista e é muito procurada pelos turistas devido às suas fontes de águas minerais e ao belo patrimônio histórico preservado.
O turismo rural também se destaca na região, que preserva várias fazendas centenárias de café e engenhos, das quais muitas estão abrindo as portas as porteiras para os apreciadores da natureza e da gastronomia do campo.

Visita ao centro histórico de Amparo - com o seu casario bem colorido e conservado.
centro histórico de Amparo
centro de Amparo

Morro do Cristo (Parque Municipal Chico Mendes)
Amparo-SP


Fazenda Atalaia - uma antiga fazenda de café que está sendo restaurada pelos proprietários, cuja principal fonte de renda, hoje, advém da produção de queijos, e o mais importante deles, é o queijo tulha, o qual já ganhou até prêmio internacional.
Ficamos sabendo da existência dessa fazenda quando assistíamos ao Globo Rural  e mais que depressa anotei o nome e coloquei no roteiro. 
No local tem um barracão, anexo ao laticínio, onde você pode observar tranquilamente a feitura dos queijos, com os proprietários misturados aos funcionários, sem frescura e hierarquia.
Amparo - turismo rural
Aimê no curral; pausa para a mamadeira do Gael; terreiro de café; escadaria da sede; casarão
Amparo Fazenda Atalaia
laticínio, tulha; degustação; objetos antigos 

Fazenda Benedetti - propriedade especializada na produção de cachaça, cujo aroma me atraiu de longe. Existe no local uma agradável cafeteria, com decoração charmosa e que serve um cafezinho individual coado na mesa, chamado "sem pressa", além de outras gostosuras. Há também uma loja que vende cachaças, queijos, geleias, vinhos, biscoitos, tudo de fabricação própria e outras guloseimas do campo, artesanato e decoração rústicos. impossível sair de lá sem alguma nas mãos.
fazenda em Amparo
cafezinho "sem pressa"; toneis de cachaça; antigo trator

Vinícola Terrassos  - fica no alto de uma colina e como descreve o no site, a vista é exuberante. Chegamos cedo ao local, os portões ainda estavam fechados, totalmente desinformados, sem saber o que íamos encontrar pela frente, sabíamos apenas que havia um restaurante no local e que aos domingos servia festival de massas. Fomos recepcionados pelo proprietário, Sr. Luiz, que nos informou que não havia mais lugar para o almoço (pura decepção), mas que poderíamos ficar no local, apreciar a vista no deck e esperar mais gente chegar para para acompanhar uma visita guiada na propriedade. Assim fizemos e por nossa sorte ou não, houve uma desistência e nós almoçamos na cantina da vinícola (sem fotos). A comida é boa (não é excelente) e o atendimento é mais ou menos. Acho que falta um pouco de aperfeiçoamento e profissionalismo ainda.
Atualmente, existem na propriedade 7 mil pés de uva das espécies Shyraz, Sauvignon Blanc e Máximo (esta desenvolvida no Instituto Agronômico de Campinas), plantadas a 870 metros de altitude e há previsão de plantarem mais 5 mil pés. Depois da visita às parreiras, fomos conhecer as instalações da vinícola, pequena, mas bem estruturada, cuja produção ocorre em dezembro (salvo engano) e por fim, a degustação. Os vinhos não são caros, comparando com os tradicionais e mais conhecidos.
Quem for visitar o local e quiser almoçar, principalmente aos finais de semana, sugiro que faça reserva, não espere pela sorte, como nós fizemos.

vinícola em Amparo
Deck da vinícola
passeio em Amparo


Visitamos ainda as cidades vizinhas, como a de Pedreira (paraíso das comprinhas), Serra Negra e Monte Alegre do Sul, sendo esta a única que eu ainda não conhecia.

Fomos a Pedreira logo pela manhã, já certo que voltaríamos para almoçar no hotel. O combinado foi comprido, mas minha cara de "cachorrinho que caiu da mudança" deve ter sido fatal, pois o meu marido se propôs a voltar à tarde e a Aimê e eu aceitamos rapidamente. São tantas lojas especializadas em decoração (resina, alumínio, louça, MDF), que um dia só é pouco... 

Em Serra Negra, passeamos pelo centro da cidade e depois fomos conhecer a Mini Fazendinha da Tia Linda, que fica no alto da serra. Lugar bem agradável, ótimo para ir com as crianças, tem um mini zoológico, passeio a cavalo, lago, quiosques de alimentação e um restaurante.
casa do chocolate
Casa do chocolate na Mini Fazendinha da Tia Linda
Ali pegamos um ônibus e fomos, literalmente, numa viagem sinuosa e poeirenta até o Alto da Serra, onde a vista compensa os 15 minutos de chacoalhações.
Mini Fazendinha da tia Linda - Alto da Serra
Alto da Serra - Serra Negra

O que dizer de Monte Alegre do Sul? Do pouco que conheci, amei. Fomos numa época boa, quando ocorria a 24ª Festa do Morango.
Conhecemos somente o centro da cidade, onde ocorria o evento, e pelo que pude perceber tabém possui um patrimônio histórico de respeito. Depois, fiquei sabendo que existem mais de 50 alambiques no município. Poxa vida!, podiam ter me avisado antes (rs).
Mimosa Cervejeira
comprando e degustando cerveja gourmet; saboreando uma tortinha de morango; janela da namoradeira com sua palha italiana deliciosa... 

Este foi um resumão das nossas férias de julho/2017.
Ah, já ia me esquecendo, quem disse mesmo que não dá pra viajar e se divertir com crianças???

Curiosidade: O município de Amparo é o terceiro principal destino turístico do Estado de São Paulo. (fonte: wikipedia)





3 comentários:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Comente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visualizações

Arquivo

Categorias