Sabonete de Colher

lembrancinha de nascimento chevron

Oi Gente, tudo bem com vocês?!
Chegou a hora de mostrar o que eu fiz de lembrancinha de nascimento do Gael.

sabonete de colher Peter Paiva
revista Make
Quando eu engravidei, comprei uma revista de artesanato, a Make, da Editora Minuano, e vi um sabonete de colher feito pelo Peter Paiva (esse da foto ai ao lado), foi amor a primeira vista, não consegui pensar em outra coisa como lembrança, mas eu me questionei: sera' que eu dou conta de fazer isso, sera' que vai ficar muito caro?
Assisti aos vídeos do Peter Paiva algumas quinhentas vezes e fiz orçamentos, constatando que não era nada de mirabolante.
Louca que sou, fui pra São Paulo e comprei todos os vidros e parte dos materiais necessários, o restante comprei pela internet. Montei e imprimi as etiquetas e recortei os círculos de tecido para cobrir o vidro.
O próximo passo era começar a fazer os sabonetes, mas eu fiquei tao focada nos materiais, que só me dei conta depois que precisaria de um fogão elétrico e de uma panela esmaltada. E agora? La vai eu atrás disso também, a panela não achei, comprei um canecão que me disseram que era esmaltado e eu acreditei (rs); o fogão, eu improvisei, usei a minha churrasqueira elétrica :)

O resultado disso tudo? Olha o que eu sei fazer!

lembrancinha de nascimento
execução

sabonete de colher como lembrancinha
bagunça e desespero em ver tudo ensaboado 

Eu confesso que não foi tao fácil assim, e que só me aprimorei mesmo depois dos primeiros 30 vidros, ou seja, já tinha feito metade.
Achei que iria enlouquecer, foi um dia inteiro no meio dessa bagunça e no final da noite eu já estava enjoada da fragrância escolhida.

lembrancinha chevron cinza

Não satisfeita, tinha de fazer uma caixa a altura dos meus sabonetes, não podia simplesmente deixa-los dentro do guarda-roupa. Mas eu estava com um pouco de preguiça e fiz uma coisa mais rápida, mandei bordar o nome do Gael, fiz patch embutido na tampa "dos mais simples" e encapei de tecido o restante, usando os tecidos do enxoval. 

sabonete de colher

O resultado foi compensador...
lembrança artesanal

Receita do Sabonete de Colher

material
  • 500 g de base glicerinada branca
  • 100 ml de essência
  • 150 ml de lauril
  • 1 colher (sopa) de óleo de coco de babaçu
  • 1 colher rasa (cafe) de cremor de tártaro
  • 50 ml de extrato de aloe vera
  • corante base de água para cosméticos
material de apoio
  • base para apoio (usei tábua de vidro) 
  • faca de inox
  • panela esmaltada (usei uma marinex de vidro)
  • fogão elétrico (usei churrasqueira elétrica)
  • espatula de silicone
  • como medidor de líquidos
  • bacia plástica
  • fuet (batedor de claras)
  • batedeira
  • manga para confeitar e bico
Material de montagem
  • vidro com tampa, tipo de conserva (usei de 100 ml)
  • colher (usei descartavel, de cafe)
  • fita ou elastico
  • tecido
  • etiqueta adesiva personalizada

Modo de Preparo
Pique em cubos a base glicerinada, coloque na panela esmaltada e leve a fonte de calor. Quando estiver em estado líquido retire da fonte de calor, com a ajuda de uma espátula confira se esta tudo derretido e homogêneo, limpe as bordas da panela e tampe-a por 5 minutos, acrescente o óleo de coco de babaçu, misture até que dissolva e em seguida acrescente todos os outros materiais solicitados. Lembrando que o corante se coloca gota a gota, ate chegar ao tom desejado. Após este passo tampe a panela e espere baixar um pouco a temperatura para que não seja necessário bater muito no próximo passo e passe do ponto. Após baixar a temperatura com o auxílio do fuet, faça muita espuma, (nesta hora pode-se usar o mix elétrico ou a batedeira elétrica) assim que triplicar o volume da glicerina com a espuma, agora ao invés de bater  a base misture com o fuet para que a base mais pesada e quente do fundo da bacia comece a esfriar e fique tudo com a mesma consistência. A base começará a esfriar e engrossar, se ela estiver mesmo bem aerada neste ponto começará a estourar um pouco a espuma e murchar. Nesse caso, bata mais com o fuet ate ficar no ponto exato do chantilly usado na culinária. Em seguida, espatule bem e confira se não tem nenhum caroço de base mais dura.

Montagem
Coloque o chantilly pronto dentro da manga de confeitar com o bico já posicionado e encha os recipientes de vidro. Caso queira, salpique glitter por cima do chantilly. Sabonete finalizado! Capriche na embalagem, posicione uma colher ao lado e coloque a etiqueta explicativa.




Minhas Considerações

- use material de qualidade - principalmente a base de glicerina - faz toda a diferença, viu, experiencia própria;
"O BARATO SAI CARO!" 
- a panela esmaltada pode ser substituída por uma de vidro ou outro recipiente de vidro que possa receber calor (usei uma tigela marinex);
- o fogão elétrico foi substituído por uma churrasqueira elétrica (daquelas de resistência);
- a glicerina NÃO pode ser derretida:
  • na panela de alumínio, porque em contato com o metal ela oxida;
  • no fogão normal,  porque queima fácil;
  • no microondas, porque desidrata e perde qualidade (sabe aquele sabonete que você usa e fica rachadinho, então...);
  • em banho-maria, porque o vapor pode contaminar o sabonete com fungos e bactérias 



fontes:
http://www.peterpaiva.com.br/sabonete-de-colher-linha-gold/
https://www.youtube.com/watch?v=IPRowthmCRM
Revista Make, ano VII, n. 46
http://www.revistaartesanato.com.br/como-derreter-glicerina-para-fazer-sabonetes-artesanais

1 comentários:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Comente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visualizações

Arquivo

Categorias